Limoeiro
+17...+28° C

Slider[Style1]

Style2

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style5

Style2

Imagem da Internet

A criação de um estudante da Universidade Federal do Piauí foi o centro das atenções neste segundo dia do IV Encontro Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em TV Digital, realizado no campus da Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais. Apelidado de Cala a Boca, Galvão!, o aplicativo desenvolvido por Maurício Coelho, mestrando em Ciência da Computação, permite àqueles que possuem televisores digitais assistir a qualquer transmissão “ao vivo” sem ter que obrigatoriamente ouvir os gloriosos comentários do tão aclamado locutor esportivo ou desativar o áudio de seus aparelhos no intuito de evitá-los. “Após analisar e mensurar mais de 250 horas de gravações da voz dele (Galvão), criei um algoritmo que permitisse ao aplicativo detectar e filtrar automaticamente sua faixa de frequência”, revelou Maurício. O aplicativo foi apresentado aos participantes do evento nesta manhã, durante a transmissão do amistoso entre Brasil e Japão. Mesmo exibindo necessidades de aprimoramento, o trabalho do desenvolvedor deixou o público satisfeito. Nos momentos de melhor atuação da seleção, o aplicativo chegou a provocar gargalhadas, já que alguns sons emitidos pelo apresentador, como vibrações e gemidos, não eram isolados e causavam a impressão de que alguém se masturbava ao lado dos comentaristas.

Sobre Jose Wilker

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário


Top