Limoeiro
+17...+28° C

Slider[Style1]

Style2

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style5

Style2

Duas meninas, uma de 1 ano e 6 meses e outra de 7 anos, morreram logo após consumirem os alimentos estragados. A garota de 7 anos ainda chegou a ser transferida de Catende para o Hospital de Palmares, também na Zona da Mata Sul, mas já chegou à unidade de saúde sem vida.

Outras cinco pessoas, sendo três crianças de 3, 10, 13 anos, e dois jovens de 17 e 22 anos, também foram encaminhadas ao Hospital Regional de Palmares. Todos já receberam alta médica, após a realização de lavagem estomacal. Eles passam bem e não apresentaram sintomas de intoxicação.

De acordo com informações da Vigilância Epidemiológica da Secretaria Estadual de Saúde (SES) e a Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária (Apevisa), foram ingeridos alimentos como leite em pó, macarrão instantâneo e pão estragados, que teriam sido encontrados do lixão da cidade. A Apevisa iniciou nesta segunda-feira (28) uma investigação epidemiológica.

As sobras dos alimentos que foram consumidos e amostras de água, coletadas pela Apevisa, serão enviadas para o Laboratório Central de Pernambuco (Lacen) para análise toxicológica e bacteriológica. Já as amostras de sangue foram coletadas pelo laboratório da Secretaria Municipal de Saúde de Catende e serão encaminhadas para o Hospital da Restauração (HR). A previsão é que o resultado seja divulgado até a próxima semana.

O inquérito foi encaminhado à Delegacia de Catende, que vai esperar o resultado da Apevisa para concluir as investigações. A polícia não soube informar sobre o avô das crianças que preparou os alimentos. A Polícia Civil instaurou inquérito para investigar o caso. Os corpos foram encaminhados ao Instituto de Medicina Legal (IML) em Caruaru, no Agreste.

Achada no lixo

A comida estragada que teria provocado a morte de duas crianças no Engenho Limão, em Catende, na Mata Sul de Pernambuco, foi encontrada no lixão do município, afirma Gustavo Garcia, delegado titular da cidade. Segundo ele, o leite em pó e o macarrão instantâneo consumidos pela família estariam fora do prazo de validade.

Foram colhidas amostras do material na residência das vítimas e os corpos das duas crianças passaram por uma autópsia para identificar as causas das mortes. Os laudos devem ficar prontos em 30 dias.

“A princípio, temos a informação de que eles teriam retirado os alimentos no lixo para dar às galinhas que criam, mas, por algum motivo que ainda não ficou claro, resolveram comer. Só com os laudos é que saberemos se a comida estava com fungo ou tinha algum corpo estranho, como veneno. Não estamos descartando nenhuma hipótese ainda”, explica. O delegado disse ainda que já ouviu a mãe, o pai e um dos vizinhos das vítimas. As outras três crianças que estavam internadas no Hospital Regional de Palmares já receberam alta.

Sobre Jose Wilker

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário


Top