Limoeiro
+17...+28° C

Slider[Style1]

Style2

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style5

Style2

Foto: AFP
Mais mal-humorado do que nunca, o treinador da Holanda, Louis van Gaal, derrotado nos pênaltis na semifinal a Copa do Mundo diante da Argentina, reclamou, na entrevista oficial organizada pela Fifa, de ter que viajar para Brasília a fim de participar do jogo com o Brasil que definirá o terceiro e o quarto colocados do torneio.

Na opinião de Van Gaal, essa partida jamais deveria ser disputada, afinal "só há uma taça em jogo". Ele disse considerar que a seleção que perder no sábado sairá com a sensação de que fez uma campanha ruim, pois terá sido derrotada duas vezes.

"Acho que esse jogo nunca deveria ser jogado. Falo isso há dez, 15 anos. O que é pior é que existe a possibilidade de perder duas vezes seguidas. Em um torneio em que fizemos partidas maravilhosas, poderemos voltar para casa como perdedores", afirmou ele.

Van Gaal, de 62 anos, lamentou ainda ter menos um dia de preparação para a partida em relação à seleção brasileira. Segundo ele, "é injusto" ter menos tempo de preparação "para se recuperar do que o adversário". "Isso não é fair play", sentenciou.

Van Gaal recusou-se a estender comentários a respeito da seleção brasileira, humilhada pelos 7 a 1 aplicados anteontem pela Alemanha. "Perder de 7 a 1 é como perder nos pênaltis", limitou-se a responder quando perguntado sobre o que espera do adversário no jogo de sábado.

O treinador, que deve apresentar-se até o próximo dia 20 ao seu novo clube, o Manchester United, queixou-se também do fracasso de sua seleção na cobrança de pênaltis que definiu o finalista da Copa contra a Alemanha. "Perder nos pênaltis é terrível", afirmou ele.

Fonte: Agência Estado

Sobre Jose Wilker

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário


Top