Limoeiro
+17...+28° C

Slider[Style1]

Style2

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style5

Style2

Recife - As soluções para as áreas de saúde e transporte público foram detalhadas pelo candidato ao governo Armando Monteiro (PTB), em entrevista à Rádio Maranata, na manhã desta terça-feira (28). Líder em todas as pesquisas de opinião, inclusive com a indicação de vitória no primeiro turno, Armando aposta em ideias inovadoras e realizadas em parceria com prefeituras e Governo Federal para melhorar os setores em questão.

Entre outras propostas, o candidato sugeriu a criação de um terceiro turno para a realização de cirurgias eletivas nos hospitais onde elas já existem, na Região Metropolitana e no interior. Atualmente, as cirurgias eletivas são feitas pela manhã e pela tarde. “É uma meta perfeitamente possível”, reforçou.

Armando voltou a defender a priorização da atenção básica e da saúde preventiva. “É claro que é necessária a construção de hospitais, mas hospital não cuida de saúde, cuida de doença”, explicou. O compromisso do candidato é com a universalização da cobertura do Programa de Saúde da Família (PSF) em Pernambuco. Dados do Ministério da Saúde indicam que o Estado é coberto hoje por 70% do programa. Armando diz que a ampliação para 100% é possível por meio da conjugação de várias medidas. 

“Isso poderemos fazer com o programa Mais Médicos Pernambuco, com a fixação dos profissionais no interior por meio da implantação da residência médica nos hospitais regionais e a ampliação do número de vagas dos cursos de medicina que a Universidade de Pernambuco (UPE) oferece em Serra Talhada e Garanhuns”, afirmou.

TRANSPORTE - O candidato também mostrou suas ideias para desatar o nó do transporte individual. “Não há uma única solução. Precisamos investir na ampliação e modernização do metrô e no conceito dos corredores de BRT. Agora, é necessário concluir as obras do Norte-Sul e terminar também as estações do Leste-Oeste.”, vias que cobrem o Recife e Região Metropolitana.

Para Armando, a falta de planejamento terminou criando uma dependência muito grande do sistema de ônibus. “É importante que seja feita a desoneração do transporte público, desonerando combustível e outros insumos. Assim pode-se oferecer uma melhor qualidade no sistema, beneficiando o usuário”, finalizou.

Sobre Jose Wilker

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário


Top