Limoeiro
+17...+28° C

Slider[Style1]

Style2

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style5

Style2

Com o propósito de prevenir a dengue em Limoeiro, a Vigilância Ambiental da secretaria municipal de Saúde está realizando uma forte operação na cidade. O combate ao mosquito Aedes Aegypti conta com ações de carros fumacê. Neste mês, a Prefeitura intensificou o combate ao mosquito (transmissor da dengue, chikungunya e Zica). 

Mais de 30 agentes de endemias estão atuando no trabalho de busca de criadouros. Durante a ação são realizadas visitas domiciliares, inspeções de prédios e eliminação e tratamento de criadouro do mosquito. O trabalho realizado pelo pessoal das Unidades Básica Saúde tem tido uma especial atenção com as gestantes, devido ao aumento de casos de microcefalia em bebês na região Nordeste.

Apesar da divulgação nos meios de comunicação sobre as medidas de prevenção que precisam ser adotadas pela população e da visita regular dos agentes de endemias, agentes comunitários de saúde e do pessoal do NASF, focos de proliferação do mosquito Aedes Aegypti, infelizmente ainda estão sendo localizados em algumas casas.
Para o agente de Endemias Hugo Leonardo, a mobilização tem que partir de todos, inclusive com a participação da população. “O envolvimento da comunidade é fundamental para o êxito do combate ao mosquito transmissor. A secretaria realizou um levantamento onde são identificados os bairros que há uma maior concentração dos focos de reprodução do mosquito. Por isso, o trabalho deve ser de todos, uma união do poder público e a comunidade”, incentivou o agente.

A melhor forma de se evitar a dengue é combater os focos de acúmulo de água, locais propícios para a criação do mosquito transmissor da doença. Para isso, é importante não acumular água em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, jarros de flores, garrafas, caixas d´água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras, entre outros. Caso você localize alguns desses indícios próximos a sua residência é possível fazer a denúncia ligando para o número da Vigilância Ambiental (81) 3628.1878.

Sobre Jose Wilker

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário


Top